terça-feira, 20 de maio de 2008

Vida nova em Ponte de Lima


Fui à apresentação pública do vinho "Fernando Moura", vinho de autor produzido na/pela Adega Cooperativa de Ponte de Lima. A iniciativa reuniu largas dezenas de pessoas e foi o primero acto público da nova Direcção.

A eleição de novos órgãos sociais de uma adega é sempre um momento de esperança. A presidente ( uma Senhora, óptima notícia ! ) fez um discurso que surpreendeu: pouco palavroso mas focando vários pontos essenciais. A Direcção tem aliás bons elementos, com formação académica superior e muito lúcidos. Mas vão precisar de pedalar muito, e rápido. A presença do Presidente da Câmara testemunhou o empenho da autarquia no apoio à adega. Bom.

Ponte de Lima é uma adega importante. Representa uma percentagem elevadíssima das uvas da sub-região e tem uma das marcas mais importantes da região. E porém não vive dias fáceis. No estudo da SPI sobre o sector cooperativo, apontava-se uma fusão no vale do Lima com Ponte de Lima, a Barca e eventualmente Viana. As opções foram porém noutro sentido e Ponte de Lima optou por seguir só. O modelo de Monção afinal. Há alguns anos atrás falava-se também da "deslocalização" da adega com a construção de novas instalações mais eficazes.

Só ou acompanhada, sei que o sucesso de Ponte de Lima será o sucesso do vale do Lima.

Sem comentários: