sexta-feira, 13 de junho de 2008

Boas notícias !

A reentrada da J. M. Fonseca no Vinho Verde tem passado despercebida à maior parte dos operadores e porém é, no meu entender, uma evolução do maior interesse. O efeito Casal Garcia-Gazela começa a atrair mais investidores. A JMF, além de uma forte presença em Portugal, tem uma admirável rede de distribuição mundial onde marcas como o Periquita e o Lancers ganham uma dimensão insuspeita no nosso país. No caso do Verde, JMF está a concentrar-se num mercado com enorme potencial, os EUA. Os primeiros indicadores são de uma receptividade muito acima das expectativas.

Uma das principais missões das CVR's, tanta vez esquecida, é a de captar investidores para a região. Foi por isso com grande expectativa que reuni há dias com a administração de outra grande empresa Portuguesa que pretende investir no Vinho Verde. Fiz uma breve apresentação da região. Trata-se de uma empresa que está no negócio do Vinho Verde mas que pretende investir e alargar muito a sua presença no mercado, nomeadamente na exportação. Pelo que percebi, não é um projecto leviano. Foram feitos estudos em detalhe sobre os nosso vinhos, as principais marcas, os clientes e os canais de distribuição. E haverá "munição" para alimentar o esforço de crescimento.

Regressei ao Porto com uma grande satisfação mas com uma pergunta na cabeça...: onde é que vamos arranjar uvas para isto tudo ?

Sem comentários: