sexta-feira, 11 de julho de 2008

Vendas em Junho 2008


( clique na imagem para aumentar )


Fechamos o primeiro semestre. Estão cá fora as vendas de Junho. Nos números gerais perdemos um pouco, cerca de 9%.

O tinto tem um comportamento positivo que é uma boa surpresa. Sobe 10% para 4 milhões de litros. E, curiosamente é uma subida no segmento de maior valor, a garrafa 0,75, sendo que o litro e o garrafão até perdem um pouco. Boas notícias pois no tinto.

O rosado sobe também, e totalmente na garrafa. Compensa aliás a descida no garrafão que representou apenas 5.000 litros este ano.

O branco merece mais reflexão. No geral perdemos cerca de 12%. Na garrafa pouco se notou, descemos menos de 3%. Na garrafa de litro vendemos menos de metade, 1,2M litros este ano contra 2,7 em igual período do ano passado. Idem no garrafão, onde descemos de 2M de litros para uns meros 966 mil litros este ano. Em ano de pouco vinho e aumento de preços, há claramente uma transferência de vendas para os vasilhames de maior valor acrescentado. Tem aqui algum peso a opção de empresas que deliberadamente integraram vinhos de mesa nos seus porfolios precisamente para tomar posição nestes segmentos de maior valor.

Logo que haja dados Nielsen do mercado nacional, aqui os publicarei, para percebermos se esta nossa descida de vendas está em linha com o mercado ( e então mantemos a quota ) ou se estamos abaixo dos colegas das demais regiões.

Sem comentários: