sexta-feira, 26 de setembro de 2008

As vistorias de seguradora

Conforme o plano aprovado em Julho pelo Conselho Geral da CVRVV, estamos a iniciar nesta vindima um novo tipo de acção.

Está a ser feito um acompanhamento muito detalhado dos produtores que têm sistematicamente rendimentos por hectare muito elevados: entre 90% e 100% do limite legal. Sendo que o rendimento por hectare limite é de 80 hectolitros, referimo-nos aqui aos produtores que obtiveram em 2007 entre 72 e 80 hl/ha.

O universo inicial compunha-se de 1800 produtores que em 2007 declararam uma produção superior a 90% do rendimento por hectare. A todos foi dirigida uma carta e muitos foram alvo de vistorias por parte das brigadas da CVRVV.

Numa segunda fase, que decorreu nas últimas semanas, equipas da seguradora do Crédito Agrícola, vistoriaram algumas dezenas de produtores com áreas maiores. Seleccionamos 7 concelhos, que tinham maiores produções e, dentro destes, foram visitados os produtores que tinham maiores áreas, e que em 2007 tinham declarado mais de 90%.

Os peritos da seguradora visitaram as vinhas e fizeram, para cada vinha, uma estimativa de produção com base em métodos objectivos: contagem e pesagem de cachos, contagem do número de pés, castas, etc. De cada vinha elaboraram um relatório detalhado, do qual consta também a estimativa de produção.

Na sequência deste, notificamos o produtor da sua produção expectável, sendo certo que só esta será certificada como DOC.

Os resultados das vistorias feitas pela seguradora, já recebidos e processados, podem ser organizados em três grupos:

  • vinhas recentemente abandonadas. Há só dois casos. O produtor foi notificado e a DCP cancelada. Trata-se, em ambos os casos, de firmas em fase de encerramento;
  • vinhas com produções inferiores à declarada em 2007. Neste caso, o produtor é notificado que a sua produção expectável é X e só esta será aceite para VQPRD. caso entenda que terá uma produção superior, as brigadas da CVRVV assistirão à vindima para o confirmar;
  • vinhas com produção superior ao rendimento por hectare.Neste caso, nada a fazer e a lei é clara: o excedente será desclassificado. Porém o relatório da seguradora não deixa dúvidas: em várias vinhas, a produção excederá o limite legal, em uvas de excelente qualidade. A ter em conta na revisão do estatuto da região!
Ainda a propósito das produções, recordo duas acções que fizemos nas últimas semanas:

  • as brigadas da CVRVV identificaram dezenas de vinhas abandonadas e confirmamos, caso a caso, se estas se encontram canceladas na CVRVV para evitar a emissão do manifesto;
  • a DRAPN apressou a realização do cadastro vitícola numa série de produtores quem em conjunto, entendemos serem prioritários pois tinham precisamente produções muito elevadas


Sem comentários: