quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Vendas e stocks em Outubro


Estão cá fora as vendas e stocks em Outubro. A partir de agora, as tabelas passam a estar no sitio da CVRVV também. Se tiver dificuldade em as abrir ou quiser que lhas envie, basta que me contacte por correio electrónico.

O mapa de vendas de Outubro sublinha as tendências que já se manifestavam: o branco desce um pouco, o regional também e o tinto cresce. Se a descida do branco é significativa, na casa dos 15%, o que dizer do tinto, que continua a subir ?

Procurando analisar melhor o que se está a passar com o branco elaborei um segundo quadro ( em baixo ) em que analisamos os segmentos por embalagem.

Da sua leitura torna-se agora claro que a perda de vendas no branco não é tanto no 0,75 mas sim, maciçamente no litro e garrafão. Em qualquer destes segmentos estamos a vender metade do que vendíamos em 2007. De alguma forma é um fenómeno natural. Uma DOC não é um produto adaptado a este tipo de mercado. Mas não deixa de ser preocupante saber que estamos a perder clientes de consumo diário. Há aqui um factor importante: alguns agentes de referência na região transferiram para o vinho de mesa as marcas que tinham nos segmentos mais baixos do Vinho Verde.

Duas reflexões. O aumento consistente de vendas no tinto 0,75 parece-me que deve ser encarado com cautela. Já solicitei acções de fiscalização sobre estes vinhos, não se vá dar o caso de algum branco andar a passear com selo de tinto ...

O mesmo quanto às marcas de Verde que se transferiram para o vinho de mesa. É uma transferência legítima e depende da opção comercial de cada firma. Porém, o que não aceitamos é que este vinho apareça nas prateleiras do Vinho Verde ou nas tabelas de preços e ementas designadas como Vinho Verde.

Esta transferência de marcas de Verde para mesa é genericamente uma má notícia pois naturalmente as marcas são muito do nosso património comercial. Se uma firma transfere uma marca porque a Região não foi capaz de fornecer matéria prima isto não nos deve deixar quietos. Porém, não deixo de pensar na ironia que é chegar a uma prateleira e ver uma marca que era de Verde e agora é de mesa a ser vendida a um preço superior ao dos Verdes que estão em sua volta...

Ligação aos ficheiros no sitio da CVRVV:

Sem comentários: