segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Os melhores de 2008


A Revista de Vinhos reuniu mais de 700 pessoas na passada sexta-feira para a cerimónia anual de atribuição de prémios aos "Melhores do Ano" e, com alegria, verificamos que a nossa região esteve muitíssimo bem colocada.

O Produtor do Ano foi o "Soalheiro - António Esteves Ferreira" que, além de uma imensa salva de palmas, viu os seus vinhos desaparecerem das mesas de serviço.

Os Prémios de Excelência recaem sobre os melhores vinhos do ano e aí vimos três premiados, todos Alvarinhos: Anselmo Mendes, Muros de Melgaço e Quinta de Soalheiro. Uma nota: dos 30 prémios de excelência, apenas quatro foram atribuídos aos brancos e, destes, tres para a nossa região, afirmando assim a nossa excelência da produção dos melhores brancos de Portugal.

A repartição dos prémios de excelência merece reflexão: 30 prémios, dos quais 9 para o Douro, 6 para o Alentejo e 3 para o Dão. Todos tintos. Nós tivemos três, no branco. Os vizinhos do Porto tiveram ainda 5 prémios.

Nos Melhores de Cada Região, a Revista considera duas categorias: uma de VV Alvarinho e uma de VV & MReg Minho. Optei por os juntar, afinal são da mesma Região e os colocar por ordem alfabética:

Aveleda Follies Vinho Verde Alvarinho branco 2007
Deu-la-Deu Vinho Verde Alvarinho branco 2007
Dorado Vinho Verde Alvarinho Superior branco 2006
Giro Sol Vinho Verde branco 2007
Morgadio da Torre Vinho Verde Alvarinho branco 2007
Portal do Fidalgo Vinho Verde Alvarinho branco 2007
Quinta de Sanjoanne Reg. Minho Superior branco 2007
Quinta do Ameal Reg. Minho Escolha branco 2007
Quinta do Regueiro Vinho Verde Alvarinho Reserva branco 2007
Soalheiro Primeiras Vinhas Vinho Verde Alvarinho branco 2007
Vinha Antiga Vinho Verde Alvarinho branco 2007


A Organização Vitivinícola do Ano foi a nossa CVRVV, um prémio muito bem-vindo e que é atribuído pela segunda vez. É um estímulo e um reconhecimento que confortam, num ano em que temos de transformar as dificuldades em oportunidades.

A sessão encerrou da melhor forma possível. O prémio "Senhor do Vinho" que recai sobre uma personalidade de relevo do sector foi atribuído ao Dr. Mário Neves, homem de sempre das Caves Aliança e que, após uma apresentação que testemunhou a sua admirável carreira, fez um discurso surpreendente, estimulando o sector para que seja mais forte e mais competitivo e que assuma que o que todos fazemos já é muito bom mas ainda não é suficiente para vencermos no mercado mundial de vinhos.

Sem comentários: