segunda-feira, 8 de junho de 2009

Os bastidores da gala

Aquilo que, para os convidados e os espectadores foram duas horas de espectáculo, foi para nós uma série de semanas, sempre em pleno gás a preparar tudo, a pensar nos pormenores, a aprender ( muito ) e a resolver os inesperados.

Aqui ficam alguns apontamentos dos bastidores.


OS BILHETES E OS CONVIDADOS
  • tivemos a sala cheia como um ovo, mais de 700 pessoas; algumas desistências de última hora mas sobretudo vários pedidos de novos bilhetes;
  • um grupo de convidados que vinha de Lisboa atrasou-se imenso; os lugares tiveram de ser ocupados por outros convidados que depois recolocamos ( e tudo ali em cima da hora ! )
  • muita gente muito bonita, muito bem vestida. Depois nas fotos veremos melhor.
  • estava muita imprensa, foi aliás a entrega de prémios com maior cobertura antes e após a festa. Um factor nos ajudou, o regresso da Sónia Araújo ao trabalho após um feliz parto de dois lindos gémeos !
O CATERING
  • o vinho do cocktail "voou" com uma rapidez surpreendente. Fiquei sem saber se os convidados beberam uma garrafa cada um, se o catering abafou algumas ou se as garrafas que "andavam " nos bastidores justificam o gasto !
  • o catering foi talvez o único ponto que correu menos bem. Era suposto ser um serviço ligeiro mas de qualidade. Não era uma refeição. Porém, creio que a qualidade obtida ficou aquém das expectativas;
  • alguns convidados não leram o programa e compareceram para... jantar. Perguntavam, em que mesa ficavam. Será que os folhadinhos e as espetadas de fruta os confortaram ? ninguém desfaleceu !
A RTP
  • a gala teve excelente audiência ao longo de toda a noite. A RTP esteve em número dois, a perseguir a TVI e bem destacada da SIC. Foi transmitida em directo pela RTP1, RTP Africa, RTPi e foi retransmitida pela RTPi para os Estados Unidos no dia 7 em horário mais compatível com o fuso daquele país na costa do Atlântico;
  • além disso, o anúncio da gala passou 30 vezes ao longo da semana em horário nobre;
  • o horário da transmissão era um problema pois se o telejornal se prolongasse ( por exemplo por causa das eleições ), o programa teria de se atrasar ou, pior, ser reduzido. Felizmente tudo correu pelo melhor;
  • trabalhar com a Sónia Araújo e o Jorge Gabriel é um prazer e aprendemos a cada minuto. Sem que qualquer deles perca a simpatia e alegria que lhes conhecemos, porém o rigor e a persistência com que ensaiaram a tarde toda é admirável; o profissionalismo de toda a equipa da RTP foi um dos marcos de toda a organização. A eles se deve o sucesso do programa.
  • dei comigo a tarde toda a pensar que andava ali pelos bastidores muita gente de mãos nos bolsos e que de certeza era gente a mais. À noite percebi bem que aquelas 70 ( ! ) pessoas tinham todas uma função bem específica e os bastidores afinal estavam quase vazios;
  • alguns dias antes do programa, é distribuído por toda a equipa um guião detalhado que inclui todos os "blocos" que compõem o espectáculo, cada um dos quais tem uma duração exacta ao segundo. E apesar de ser um directo, terminamos exactamente à hora marcada !
DURANTE A GALA
  • o colega Bruno Almeida ficou muito tempo no carro de exteriores da RTP e fez a ligação entre a CVRVV e a RTP. A realização do espectáculo era feita fora do edifício num carro que concentrava toda a tecnologia e que se encontrava ligado à sala por quilómetros de cabos de todas as cores;
  • o realizador, muito jovem, só reentrou no teatro após a transmissão terminar - já com um sorriso de sucesso, aliás bem merecido.
  • o nosso amigo, produtor da Quinta de Linhares, soltou uma gargalhada da sala quando disse que cumprimentava todas as pessoas da Comissão e que porém não conhecia ninguém; dito isto chegou aos bastidores e deu de caras comigo e exclamou "ah, você estava aí, não o tinha visto !". Dessa vez ri-me eu.
  • quando fui ao palco discursar, a assistente enganou-se e colocou dois trofeus ao meu lado. Não lhe liguei e continuei. Depois ela ficou toda envergonhada. Afinal, foi um lapso em que nós reparamos mas que os espectadores nem se deram conta;
  • os premiados surpreenderam a produção da RTP pela positiva - estava previsto ( e era um problema ) que a chegada deles ao palco fosse demorada. Porém TODOS se dirigiram lá rapidamente e fizeram intervenções breves;
  • o técnico que andava pelo palco fora com aquela câmara ( "steady cam", creio ) portátil ficou exausto, fazia um esforço enorme, retemperado pelos generosos copos de água com que se refrescava no intervalo. Ao contrário do que possa pensar, toda a actividade que ele faz é planeada antecipadamente. Ele sabe exactamente que percurso e que planos deve fazer em cada momento das duas horas de espectáculo.
  • o Dr Luís Lopes, director da revista de Vinhos e membro do juri, entregou três prémios. Não tinha ensaiado nada. Chegou ao teatro às 21 com o resto do juri. E correu às mil maravilhas. Quem sabe, sabe.
NO FINAL

Saí do teatro às duas, exausto com o cansaço acumulado dos últimos dias. E porém, esfaimado como um cão de estrada. Ainda fui ao piso menos dois do teatro ver se restava alguma coisa do catering de bastidores. Nada. Só uns rissóis com aspecto de terem morrido há muito. Meti-me no carro para o Porto. Um dilúvio na estrada. E confesso, abriguei-me no MC Drive: um big mac e uma cola light !


AS FOTOS

As fotos vão estar disponíveis para encomenda no site da CVRVV em http://www.vinhoverde.pt/

4 comentários:

João Pereira (Técnico e Produtor/Engarrafador) disse...

Sou um leitor assíduo deste blogue, e todos os artigos/opiniões publicados são de excelente qualidade. Até a presente data nunca me atrevi a expressar, mas depois da minha participação na 1 Gala dos Prémios dos Vinhos Verdes achei que era a hora de dar os sinceros e merecidos parabéns, em primeiro lugar ao Sr. Dr Manuel Pinheiro, em segundo a toda a equipa da CVRVV e da Produção da RTP, em terceiro lugar a todos agentes económicos desta magnifica região.
PARABÉNS A TODOS
PARABÉNS AOS VINHOS VERDES
...a região dos Vinhos Verdes está no bom caminho...agora é preciso manter este rumo.

Manuel Pinheiro disse...

Obrigado João pelas suas palavras. A proposta de avançar para esta gala foi debatida há muito pouco tempo, e desde aí trabalhamos a pleno gás. Felizmente tudo correu pelo melhor !

Ana disse...

Antes de mais peço desculpa pelas informações algo erradas que possa ter dado no blog mas confesso que fiquei mesmo com a ideia de que o evento seria apenas gala. Como nortenha que sou, gosto imenso de vinho verde, é realidade! Mas não iria à gala mesmo que soubesse que bastava pedir convite. Não iria pois gala televisiva não faz, de todo, o meu género. Fui acompanhando pela televisão e foi óptima!
Um obrigada pelo esclarecimento.

Manuel Pinheiro disse...

Ana, não há nenhum problema. Fica então o desafio para comparecer no próximo ano. Quando vier ao Porto, visite-nos na CVRVV para saber mais sobre o Vinho Verde ! ( e provar o tal Muralhas que é o seu preferido,... e muito bem ! )