segunda-feira, 21 de setembro de 2009

O vinho de mesa com indicação de casta


Mais de um ano após se iniciar este debate a nível nacional, o IVV apresentou uma proposta de Portaria para regulamentar os vinhos de mesa com indicação de casta. Já escrevi sobre este assunto antes: para ler estes textos, clique em "vinhos de mesa" na coluna da direita em baixo.

A questão que se coloca agora é a de saber se / como estes vinhos vão ser controlados.

Pela proposta do IVV ficamos a saber que... vão ser pouco controlados e malzote.

Fundamentalmente, o IVV propõe que o produtor "declare" que tem a casta X na sua vinha e se faça confiança nesta afirmação.

Apoio as vantagens desta nova categoria de vinhos mas temo que estejamos a seguir pelo caminho errado. Sendo certo que serão as melhores empresas, as que apostam na qualidade, as que investem no futuro, as que mais caro pagarão este erro.

Clique aqui para conhecer esta proposta e a posiçao da CVRVV.
Clique aqui para ler o artigo que publiquei na Revista de Vinhos sobre este assunto.

E pergunto, que interesses justificam que a certificação destes vinhos seja aberta a uma miríade de empresas privadas, as que certificam os enchidos e os queijos ?! que são certamente empresas serias, mas que conhecimento têm do nosso sector ? E vamos assistir a uma mudança histórica no Douro: o IVDP vai deixar de ter o monopólio da certificação dos vinhos na região.

Quando vejo pessoas com grande experiência nos vinhos defender isto, já nem sei o que diga...

Sem comentários: