quarta-feira, 24 de março de 2010

Vendas em Fevereiro


Com vendas destas não vamos longe. O fecho de 2009 mostrou que as exportações estão muito fortes, em crescendo há cinco anos. O mercado nacional é que não ajuda. E, para o Vinho Verde, Portugal é ainda o cliente de 80% dos vinhos.

É urgente que as empresas tomem a exportação, não como um complemento ao seu mercado tradicional, mas como o canal central das suas vendas. E para exportar é preciso ir lá. É preciso falar a língua do cliente. É preciso estudar o seu mercado e produzir o vinho certo para cada mercado. O rótulo certo, a garrafa certa e o preço adequado. Talvez não seja fácil. É certamente uma opção demorada mas não tenho dúvida que é a opção de futuro.

1 comentário:

Anónimo disse...

Estes dados devem ser visto com toda atenção.Numa análise comparativa verifica-se em Fev. 2008 as vendas foram mais de 25% que em Fev. de 2010.
Estou perfeitamente de acordo que o futuro está na exportação, mas para isso a R.V.V.V necessita de:.
1- Uma viticulura moderna e com dimensão.
2- Emparcelamento agricola.( aumento da dimensão da propridade)
3- Redução do custos de produção.
4- Aumento da produção de uva por ha.
5- Escolha das castas com potencial enológico e de encontro com o mercado.
6- Empresas com maior dimensão e que trabalhem vinhos de diferentes regiões.
7- Investigação e inovação.
8- Imagem de marca.
9- Menos operadores.
É urgente que os operadores da região meditem e pensem que o futuro seré cada vez mais difícil.