terça-feira, 19 de outubro de 2010

Vinho Verde: stocks em Setembro

Este mapa corresponde ao último stock pré-vindima. O stock é confortável, embora longe dos excedentes que tivemos no início da década. Estamos bem no branco, juntificando-se a manutenção ( em alguns casos ligeira descida ) que tivemos no preço da uva. Claramente, com este stock e a produção de 2010, podemos apontar para um ano estável em 2011. Noto que vários vinificadores irão apresentar nesta vindima valores inferiores aos do ano passado, pelo que não é de esperar que o anunciado aumento de produção se estenda a todas as empresas e adegas.

Da nossa análise preocupante sim é o stock de tinto. Ao contrário do branco, as vendas de tinto são muito regionalizadas e sazonais. Dependente pois de um mercado nacional onde não há boas notícias, o stock de tinto não cresce. Há dias dizia-me um produtor que estamos a "apanhar" agora com as ilusões de quem achava que o tinto era muito bem pago e reconverteu para tinto no início da década. É possível. E porém irónico: os Verdes tintos estão melhores que nunca, sem perderem a personalidade de vinhos únicos, mas são bebíveis, até desafiantes. Veja aqui as notas da Jancis Robinson sobre o Afros Vinhão.

Por último, o stock de mosto branco ( que se deve adicionar ao do vinho ) não representa um excedente mas sim a tendência de várias empresas da região de passarem a usar este produto como matéria prima.

No texto de amanhã coloco as vendas.

Sem comentários: