terça-feira, 23 de outubro de 2012

2013 em perspectiva,,,


Preparar um orçamento para 2013 é uma tarefa hercúlea que não se deseja a ninguém. Andamos em volta disto hà semanas e ainda sem fumo branco.

O mercado nacional estará claramente recessivo. Tudo seria mais fácil se pudéssemos fazer como o Estado: cortávamos vencimento aos que trabalham e aumentávamos as taxas a quem paga.

Pronto, foi um desafabo: de longe a longe precisamos de dizer o que pensamos.

2 comentários:

Antonio P Mesquita disse...

Nada de ideias Sr. Dr.

Manuel Pinheiro disse...

Relaxa António, meu amigo, ainda não perdemos o bom senso. Obrigado pelo comentário.