terça-feira, 9 de abril de 2013

APED: criar valor ou sugar a economia ?


Luís Reis foi reeleito presidente da APED. É uma boa notícia, Luis Reis é um estratega competente, é uma pessoa lúcida e de trabalho e provém da Sonae, pelo que é muito representativo. Se-lo-ia de qualquer modo pois a APED não é coisa pouca. É a associação que congrega a dita distribuição moderna e que se está a expandir com a gradual admissão de novos sócios.

A APED tem vindo a crescer muito não só pelo peso dos sócios mas também pela sua própria actividade muito co-liderada pela directora geral Ana Isabel Trigo de Morais.

A questão de fundo, para quem está de fora é porém simples: qual é o rumo de Luís Reis para o sector que representa nestes tempos de tremenda dificuldade no país ?

Correcto, oportuno, admirável, seria se a APED motivasse e liderasse os seus sócios para apostarem na criação de valor pelos produtos portugueses, dando destaque a estes e percebendo que o consumo de produtos portugueses é essencial para o crescimento ( a sobrevivência ? ) do país.

A APED tem condições otimas para o fazer e os seus sócios têm uma quota de mercado tal, que o podem fazer de forma decisiva. Têm é de o querer.

Se assim fizer, Luís Reis prestará um serviço inestimável ao país. Se não o fizer, então, tanto faz quem é o presidente da APED: será apenas mais um representante dos interesses económicos da distribuição e nada mais.

Sem comentários: