sábado, 1 de fevereiro de 2014

Casa do Vinho Verde


A palmeira da Casa do Vinho Verde está a morrer. Admito que tenha sido plantada pelo fundador da casa o Conde Silva Monteiro que, regressado do Brasil, via na pequena palmeira uma memória dos trópicos. Se vier à CVRVV vale a pena fotografa-la: em breve já lá não estará.

Entretanto não esqueça que até 19/02 está aberta ao público a esposição Rostos, com fotografia dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, pelo Egídio Santos. Aberta de segunda a sexta e ao sábado á tarde. Estamos quase nos 200 visitantes, uma surpresa.

Sem comentários: