quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Em cima da vindima: stocks, previsões e... chuva

Clique na imagem para aumentar
A VINDIMA

Cá estamos em cima da vindima e à chuva. É o segundo ano consecutivo em que o S Pedro nos faz uma destas.

A tabela acima é reprodução do documento do IVV. Se quiser ler o texto completo, encontra-o aqui.

A previsão para a nossa região é fundamentalmente coincidente com os números da CVRVV e aponta para uma colheita ligeiramente inferior à do ano passado, algo próximo de 71M litros na totalidade da produção. Não é um ano fabuloso. Se correcta a previsão, iremos repor stocks e não mais.

Já vou tendo algumas vindimas e já me habituei que ninguém concorda com as previsões oficiais. Quando há aumento, ouço à boca cheia que vamos ter mais 30 ou 40% e que vai se um dilúvio de vinho. Em anos como este diz-se o contrário: que não haverá uvas, que vai ser uma inflação horrível. Cada pessoa tem a sua visão pesosal, das suas vinhas ou até os seus interesses. Naturalmente há quem tenha interesse em inflaccionar ou deflaccionar o preço da uva. Há porém duas verdades que não vale a pena discutir: a previsão na nossa região é feita após inquérito a 50 técnicos ( este ano foram 49 ) e tem portanto uma base alargadíssima e, não menos importante, nos últimos anos a previsão tem-se mostrado muito próxima do resultado final.

Eu aceito como boa a opinião dos técnicos. E sendo assim será uma campanha curta. Curta mas a região se Deus quiser não acaba em 2014 ( embora aqui suspeite que há alguma dissonância entre Deus Nosso senhor e o S Pedro, encontrando-se este recentemente na oposição ).

OS STOCKS

A campanha curta não é ajudada por um stock que também não é generoso. Veja o quadro seguinte. 


Uma obsevação aqui quanto ao branco. Estive a estudar em detalhe o stock e onde se encontra. A maior parte ( 18M ) encontra-se já nos engarrafadores, pelo que dificilmente circulará. E os 2M litros que estão na produção encontram-se repartidos por 7000 produtores, pelo que não é ecomómico ir busca-los.

Temos pois que o stock, está lá mas não vai gerar negócios. Quem se queira abastecer em quantidade tem de ir à vindima.

O CONTROLO DA VINDIMA

amanha ...

Sem comentários: